Conceitos básicos de contabilidade que todo empresário deveria saber!

Leitura em 3 minuto(s)

Conceitos Básicos de Contabilidade

Conheça os principais termos usados em contabilidade, nosso intuito é trazer conteúdo que ajuda o empresário no seu dia a dia entendendo os termos e se familiarizando com os conceitos básicos de contabilidade.

Contabilidade
É uma ferramenta de administração e controle do patrimônio das empresas, por meio dos registros contábeis dos fatos  gerenciais e das respectivas demonstrações dos resultados gerados pela empresa.

Empresa ou entidade
É qualquer pessoa física ou jurídica detentora de um patrimônio. Resulta da combinação de três fatores de produção: natureza, capital e trabalho.

Patrimônio
Conjunto de bens, direitos e obrigações de uma empresa ou de um indivíduo.

  • Bens: todos os objetos que a empresa possui e que estão em seu poder para uso, troca ou consumo.
  • Direitos: valores que a empresa tem para receber de terceiros. Por exemplo: duplicatas, promissórias e aluguéis.
  • Obrigações: valores que a empresa tem para pagar a terceiros. Por exemplo: fornecedores, bancos, governo e etc…

O Patrimônio está dividido em duas partes: POSITIVO E NEGATIVO. O positivo é conhecido como ATIVO, que reúne os bens e direitos, e o negativo é conhecido como PASSIVO, que reúne as obrigações.

A representação gráfica fica assim:

Patrimônio
Ativo
Passivo

Bens e direitos

Obrigações

Balanço Patrimonial:  a demonstração que apresenta o patrimônio de uma empresa em um determinado momento, mostrando todos os bens, direitos e obrigações num certo período.

Patrimônio líquido: É a diferença entre o Ativo (+) e o Passivo (-).

 

Patrimônio
Ativo
Passivo

Bens …………………….. 1.000,00
Direitos ………………… 1.000,00

Obrigações ……………. 1.000,00
Patrimônio líquido….. 1.000,00
2.000,00
2.000,00
Equilíbrio patrimonial

Escrituração: registro dos fatos patrimoniais de forma contínua e metódica, tendo como apoio a documentação relativa a esses fatos.

Demonstração: processo de prestação de informações úteis, oportunas e adequadas, conforme a necessidade do usuário.

Auditoria ou Revisão: é a inspeção que se realiza sobre a escrituração contábil com a finalidade de verificar a exatidão dos fatos administrativos.

Análise de Balanços: processo de transformação dos dados em informações úteis  aos diversos usuários da informação contábil.

Atos Administrativos: são os atos que não provocam alterações nos elementos do patrimônio ou do resultado, portanto não interessam à Contabilidade.

Fatos Administrativos: são os acontecimentos que de alguma forma alteram o patrimônio das entidades, quer sob o aspecto qualitativo, quer sob o aspecto quantitativo.

São chamados também, de fatos contábeis.  Exemplos: emissão de cheques, depósitos bancários, compra de veículos, compra de materiais, pagamento de obrigações, recebimentos de direitos, venda de mercadorias etc.

Ainda com relação aos conceitos básicos de contabilidade, é importante conhecer também os Princípios da Contabilidade, os quais fundamentam toda a doutrina e técnica contábil. Desde 2 de junho de 2010, com a Resolução CFC 1.282/2010, denominam-se Princípios de Contabilidade (PC), os seguintes:

  • Princípio da Entidade: reconhece o patrimônio como objeto da Contabilidade e estabelece a autonomia patrimonial, a necessidade da diferenciação de um patrimônio particular no universo dos patrimônios existentes, independente de pertencer a uma pessoa, um conjunto de pessoas, uma sociedade ou instituição de qualquer natureza ou finalidade, com ou sem fins lucrativos.
  • Princípio da Continuidade: refere-se ao processo de mensuração e apresentação dos componentes patrimoniais para produzir informações íntegras e tempestivas. Mais precisamente ao momento em que devem ser registradas as variações patrimoniais das empresas.
  • Princípio do Registro pelo Valor Original: determina que os componentes do patrimônio devem ser inicialmente registrados pelos valores originais das transações, expressos em moeda nacional.
  • Principio da Competência: determina que os efeitos das transações e outros  eventos sejam reconhecidos nos períodos a que se referem, independentemente do recebimento ou pagamento. Parágrafo único. O Princípio da Competência pressupõe a simultaneidade da confrontação de receitas e de despesas correlatas.
  • Princípio da Prudência: determina a adoção do menor valor para os componentes do ATIVO e do maior para os do PASSIVO, sempre que se apresentem alternativas igualmente válidas para a quantificação das variações patrimoniais que alterem o patrimônio líquido.

Gostou deste artigo sobre os conceitos básicos de contabilidade? retiramos esse conteúdo da Revista Contabilidade Básica – Fonte: Contabilidade Básica. (2015). Case Editorial, 5-7.

Deixe um comentário logo abaixo! Obrigado por participar, espero que tenha ajudado.

Infocontab Sistemas Itapema/SC (47) 3264-7841